Monitoramento da Mosca da Carambola

A mosca da carambola (Bactrocera carambolae) é uma praga quarentenária (A2) de grande potencial de risco para a agricultura brasileira, sendo uma das espécies de moscas-das-frutas de maior importância econômica para a fruticultura.

Após a introdução dessa praga no estado de Roraima e devido aos riscos da proliferação desta para o restante do país, o Ministério da Agricultura determinou a proibição da saída de frutos hospedeiros de B. carambolae do Estado, através da Instrução Normativa nº 9 de 2011. Dessa forma, dezenas de produtores de frutos hospedeiros de B. carambolae, principalmente manga, foram impedidos de exportar suas produções para o estado do Amazonas, que era o grande consumidor desses produtos.

 

A Agência de Defesa Agropecuária de Roraima – ADERR, através da Diretoria de Defesa Vegetal, vem realizando desde julho de 2015 o monitoramento semanal de propriedades agrícolas localizadas na zona rural de Boa Vista, e que tem produção comercial de hospedeiros da mosca da carambola, destacando-se a cultura da manga. O monitoramento objetiva além de atestar a não ocorrência da espécie em Boa Vista, a possibilidade também de classificar o município como Área Livre de Praga, tornando possível a liberação para exportação dos frutos para outros estados, o que está aliada ao controle da entrada de produtos nos Postos de Vigilância Agropecuários da ADERR e o programa de erradicação implantado pelo MAPA nas áreas de ocorrência.

 

São monitorados 26 imóveis rurais com produção comercial de hospedeiros da mosca da carambola, em uma área que somada todas as propriedades atende cerca de 170 hectares. Atualmente estão instaladas 145 armadilhas, sendo 92 do tipo Jackson e 53 do tipo McPhail. O monitoramento consiste da avaliação semanal dessas armadilhas quanto à presença de indivíduos da mosca da carambola. A armadilha do tipo McPhail captura machos e fêmeas e utiliza um atrativo alimentar a base de Torula. Já a armadilha tipo Jackson captura apenas insetos machos utilizando uma isca a base do feromônio metil-eugenol e o inseticida malathion (3:1).

 

As equipes compostas por técnicos e fiscais agropecuários realizam o monitoramento semanal nas regiões do Passarão, Bom Intento, Monte Cristo, Truaru, Água Boa, Jardim das Copaíbas e RR-205.

banbruc

 

logodown

ATENDIMENTO AO CIDADÃO 0800 095 2476

Rua CEl. Mota, 1142 - Centro Boa Vista/RR | CEP 69.301-120 +55 (95) 3198-8600

Atendimento: 07h30 åas 13h30, Seg. a Sex | contato@aderr.rr.gov.br

© 2017 ADERR - Governo de Roraima - Desenvolvido por CTI-RR